O Sistema de freios selectraction é identico ao sistema de freios de estacionamento da Volkswagem (fuscas , Brasílias, Variants, SP2, Karmanguia e etc). O diferencial é que alem da alavanca central ele é dotado de mais duas alavancas, uma para cada roda, direita e esquerda, que travam as rodas segundo a necessidade, trava-se a roda que está deslizando na lama, passando a força motriz para a que está em terreno firme. Para usar como freio de estacionamento basta puxar a alavanca central

Peças do Gurgel G 15

Alavanca de câmbio Kombi   Amortecedor dianteiro dianteiro da Kombi Cliper.  Amortecedor traseiro dianteiro da Kombi Cliper. (isso mesmo!)  Bóia do tanque de combustível é semelhante  à da Brasília. (se não for igual)  Caixa de direção Kombi Cliper Carburador Simples, Solex H 30 PIC.  Chave e miolo do contato

Alavanca de freio de estacionamento

Selectraction Freia as rodas independente

Patente: Gurgel   Coifas dos Semi-eixos Kombi - comprar somente em concessionárias VW, pq as "paralelas" têm durabilidade mínima.   Faróis (para G 15 ano 80)  Brasília, com o furo de encaixe da luz de estacionamento (há os X 15 mais novos, que usam o farol do fusca).   Fechaduras das portas Caminhão Mercedes.   Lentes dos piscas dianteiros Caminhão Dodge. (coloquei do Fiat 147) Lanternas traseiras Kombi.  Máquinas dos vidros (portas) Brasília, Fusca e similares, fazer uma alteração na curvatura, para descer o vidro totalmente.  Palhetas dos limpadores de pára-brisa (para o G15 )  Brasília.  Pivôs da suspensão traseira  Caminhão Chevrolet D-70, do sistema de direção.   Pneus originais Cidade-Campo 7.35 R 15 (trocado por 235-75-R 15 )  Rodas originais aro 15  Tala larga do Fusca antigo, com 5 furos - Mangels VW-42, com 5,5 polegadas de largura.   Tanque de combustível Caminhão Mercedes 608D.   Estrutura metálica  

1 x 1 de polegada diâmetro interno

1/8 de polegada de parede

1 1/4 x 1 1/4 de polegada diâmetro externo

l

Sistema Elétrico

Examinar a bateria, cabos, fiação e conexões, verificando o estado geral e fixação.

 

Sistema de Iluminação

Faróis principais (Art. 92 RCNT, Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95) - Examinar o estado geral, regulagem, posicionamento, comutação e cor da luz emitida;

 

Faróis de neblina (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Faróis de longo alcance (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de iluminação da placa traseira (Art. 92 RCNT, Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Luzes-piloto (Anexo IV à Res. 680/87, Res. 809/95).

 

Sistema de Sinalização

 

Lanternas indicadoras de direção (Art. 92, Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas intermitentes de advertência (Art. 92, Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de freio (Art.92, Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de freio elevada (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de marcha a ré (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de posição (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Lanternas de neblina traseira (Anexo II e IV à Res. 680/87, Res. 809/95);

 

Equipamentos Obrigatórios

 

Os equipamentos obrigatórios definidos abaixo devem ser examinados, quanto à sua existência, funcionamento, estado geral, dimensões, fixação e posicionamento.

 

De acordo com o Art. 89, do CNT, e Art. 181, do RCNT, é proibido a todo condutor de veículo: XXX - transitar com o veículo:

 

b) com defeito em qualquer dos equipamentos obrigatórios ou com sua falta;

Penalidade: Grupo 3 e retenção do veículo para regularização.

 

Espelhos retrovisores, interno e externo (Art. 92, Res. 479/74, e Res. 809/95) - Deve-se verificar se está danificado ou com visibilidade insuficiente, e se há fixação ou ajuste deficiente.

 

Limpadores de para-brisa (Art. 92 e Res. 809/95) - Deve-se verificar a existência dos dois limpadores/lavadores e se estão conformes, e se há funcionamento, fixação e/ou conservação deficientes.

 

Pala Interna de Proteção contra o Sol (para-sol) para o condutor (Art. 92 e Res. 809/95) - Deve-se verificar se há fixação e/ou conservação deficiente. O para-sol para o condutor é um importante equipamento obrigatório, servindo para impedir que os raios de sol frontais ofusquem a visão do motorista, causando cegueira momentânea, podendo provocar acidentes.

 

Velocímetro (Art. 92 e Res. 809/95) - Deve-se verificar existência, e se há uma conservação eficiente.

 

Buzina (Art. 92 e Res. 809/95) - Deve-se verificar existência, e se há um funcionamento eficiente. De acordo com o Art. 89, do CNT, é proibido a todo condutor de veículo:

 

XXV - usar a buzina

 

a) à noite, nas áreas urbanas;

b) nas áreas e nos períodos em que esse uso for proibido pela autoridade de trânsito;

c) prolongada e sucessivamente, a qualquer pretexto;

d) quando sem necessidade e como advertência prévia, possa esse uso assustar ou causar males a pedestres ou a condutores de outros veículos;

e) para apressar o pedestre na via pública;

f) a pretexto de chamar alguém ou quando se tratar de veículo à frete, para angariar passageiros;

g) ou equipamento similar com som ou frequência em desacordo com as estipulações do Conselho Nacional de Trânsito;

 

Dispositivo de Sinalização Luminosa ou Refletora de Emergência, independente do circuito elétrico do veículo (triângulo de segurança) (Art. 92, Res. 604/82 e Res. 809/95) - Deve-se verificar a conservação do equipamento. O triângulo de segurança indica aos motoristas que há um veículo parado e/ou avariado à frente. A figura geométrica triangular, por convenção internacional é empregada como sinal de perigo para o trânsito viário;

 

Extintor de Incêndio (Res. 223/07, Res. 272/08 e Res. 333/09) - Deve-se verificar a existência, capacidade e tipo adequado, se há conservação ou fixação deficiente, se o indicador de pressão registra uma pressão abaixo da recomendada, e se o mesmo encontra-se com a validade vencida. Importante equipamento, usado para apagar princípios de incêndio.

 

Freios de Estacionamento e de Serviço com Comandos Independentes (Art. 92 e Res. 809/95) - Deve-se verificar a conservação e o funcionamento independente do freio de estacionamento (freio de mão ou similar).

 

Cintos de Segurança (Art. 92, Res. 658/85, Res. 720/88 e Res. 809/95) - Deve-se verificar se a quantidade é suficiente, se o tipo está conforme, se os fechos estão operando eficientemente, e se a conservação, fixação e/ou funcionamento não são deficientes. Constitui-se equipamento obrigatório, e um dos mais importantes itens de segurança, reduzindo o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito.

 

Roda Sobressalente, compreendendo o aro e pneu, macaco, chave de roda e chave de fenda ou outra ferramenta apropriada par deslocar a calota da roda compatíveis com o veículo (Art. 92, Res. 767/93 e Res. 809/95) - Deve-se verificar a existência e se o tipo está conforme, além do estado de conservação dos mesmos. O pneu sobressalente deve estar em bom estado, seguindo as mesmas prescrições de uso e conservação dos outros pneus. A roda sobressalente e as ferramentas para sua colocação constituem fatores de segurança ao trânsito e meios para imediata reposição do aro que apresentar defeito, evitando prolongado estacionamento de veículos nas vias públicas e permitindo a normal fluidez da circulação.

 

Para-Choques Dianteiro e Traseiro (Art. 92, Res. 805/95 e Res. 809/95) - Deve-se verificar a existência, se estão excessivamente deformados e/ou com saliências cortantes, e se a dimensão, posição e pintura (do para-choque traseiro) estão regulamentadas. Os para-choques fazem parte dos equipamentos obrigatórios que os veículos devem possuir para que ofereçam as mínimas condições de segurança. A clara visualização da parte traseira dos veículos, especialmente daqueles transportadores de carga, a uma distância adequada, constitui-se num fator que aumenta a segurança do trânsito.

 

Rodas e Pneus

Verificar o estado geral, fixação das rodas (aro e/ou pneu) e calotas, diâmetros iguais nos dois eixos. Deve-se verificar, também, a presença de todos os elementos de fixação das rodas (parafusos), e o estado de conservação. Em relação aos pneus, examinar o estado geral, designação, se há pneus diferentes no mesmo eixo, se algum deles possui saliências externas ou profundidade remanescente de qualquer banda de rodagem inferior a 1.6 mm, se o estado de conservação dos flancos e bandas não são deficientes, além da adequação ao uso estar de acordo com a designação do fabricante.

Sistemas e Componentes Complementares

 

Verificar quanto à sua existência, funcionamento, estado geral, dimensões, fixação e posicionamento.

 

Portas/Tampas e Fechaduras (Res. 809/95) - Deve-se verificar o estado geral de seus componentes, condições de abertura e fechamento, funcionamento das portas, das fechaduras, trincos e travas. Se há portas e tampas com componentes corroídos ou deteriorados, com deficiência de abertura e/ou fechamento e com as travas de segurança das portas e tampas quebradas, ou com as posições de bloqueio inoperantes.

 

Vidros e Janelas (Res. 747/90, Res. 784/94, Res. 809/95) - Deve-se verificar a existência dos vidros, conservação, visibilidade, funcionamento do sistema de acionamento e a existência de vidros de segurança. Os vidros não podem ter fissuras ou outras deficiências, nem possuir películas.

 

Bancos (Res. 809/95) - Deve-se verificar se a estrutura está comprometida ou com a fixação deficiente, e se o funcionamento das travas é eficiente.

 

Sistema de Alimentação de Combustível e Reservatório (Res. 809/95) - Deve-se verificar, com o veículo posicionado no fosso de inspeção ou elevador, vazamentos de combustível (líquido/gasoso), existência de tampa do reservatório, fixação e/ou conservação e estado geral dos componentes.

 

Sistema de Exaustão de Gases (Res. 809/95) - Deve-se verificar, com o veículo posicionado no fosso de inspeção ou através de inspeção visual, a existência de silenciador de ruídos de explosão do motor, seu estado geral, se há corrosão acentuada, fugas de gases ou fixação deficiente.

 

Carroçaria (Res. 809/95) - Deve-se verificar, com o veículo no fosso ou elevador, o estado geral interior e exterior e a presença de deformações e/ou saliências cortantes, dimensões, distância do solo, assoalho interno e externo, para-lama, teto, corrosão acentuada ou trincas que comprometam a estrutura.

 

Chassi/Estrutura do Veículo (Res. 809/95) - Deve-se verificar, com o veículo no fosso, elevador ou através de inspeção visual, se o chassi/estrutura do veículo, ao longo de toda sua extensão, apresenta fissuras, corrosão ou deformações acentuadas que possam comprometer a sua integridade, e o estado das soldas, travessas, rebites de aço e suportes.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now