Você pode não ser o dono do iate da foto. Ou pode, mas não terá tido o prazer de ter construído seu próprio bote. pode parecer difícil para uns, mas nada impossível

Bonito ou feio, depende de você ou de seu olhar. Pode não ser o melhor bote do Mundo mas, será o seu, pequeno e talvez feio,mas será sua embarcação, que poderá ser chamado do jeito que você quiser. Onde poderás se auto nomear capitão porque será sua embarcação. Tudo isso parece bobagem, mas é a pura verdade

Comecemos pelas câmaras de ar de  carrêtas ou ônibus interestadual; as ideais serão com as seguintes medidas: 295/80r22,5 , lembrar que são para Ônibus e Carretas.

 É fácil.Cada câmara será a metade do bote, poderá ser cortada no ponto extremo a válvula ou ao lado, explico: ou as válvulas  equidistante ao centro, que   em caso de sinistro com perfuração em uma das partes, continuará flutuando até a margem com uma das partes cheia. (*01) O corte  a 10 cm da válvula terá a opção de inflar as duas metades ao mesmo tempo, usando-se para tanto um pedaço de mangueira e um "T" para convergir a bifurcação  em uma só entrada de ar. Até agora as câmaras só foram cortadas e estão abertas, para fechá-las e uni-las, apresente 8 (oito) sarrafos de madeira; Ipê preferencialmente com 47X05X02cm se não conseguir um pedaço de ipê de assoalho mande cortar em uma serraria. Esses sarrafos é que fecharão a boca das câmeras. Entenda que o fechamento deve ser hermético, sem perda de ar, no caso, pressão. SEGUE

(*01) A intenção da foto era mostrar o enchimento das duas câmaras ao mesmo tempo, não deu mas fica o alerta quanto a posição e o comprimento da mangueira, atenção para que não fique dobrada e obstrua a passagem do ar. Para injetar vai bem pela pressão, para desinflar será demorado ou impossível

(16).jpg

Clicar na foto ou na seta; ações diferentes

(19).jpg

A mangueira anterior era cristal de 6mm com parede de 08. Aguenta a pressão mas dobra e dá chabú. Usei depois a que se vê na foto; mangueira de alta pressão de máquinas "Lava Jato"   

A foto mostra as cores que terminei o bote e lembra da mancada de não observar o posicionamento da mangueira, ficou estrangulada ocasionando todo o desmonte do fechamento (iljhós e parafusos) ERRADO. Deve ser feito com ilhós e cabos de poliamida (nylon)

(18).jpg

A parte clara é o fundo externo do bote, a faixa de cor vinho ou bordeaux se preferir, é o que chamaria calado em uma embarcação. Mostro por achar diferente e agradável para um bote. Bote sim, quando com um braço se alcança desde o convés até o fundo, não é uma embarcação e tampouco tem um convés. É simplesmente um flutuador pneumático com fundo

Para o fechamento das extremidades das câmaras com as peças de ipê bem lixadas. Gabarite 2 (dois) furos em cada extremidade a 1cm das bordas, marque 8 (oito) furos de 5 (cinco) em 5 cm defasados no alinhamento sem sequencia para não rachar a madeira, ou seja: risque na longitudinal e fure 4 (quatro) de um lado e 4 do outro. Lembre-se que as peças de ipê serão usadas em pares e os furos de 1/4 (06,35mm) deverão coincidir para juntar e estrangular a borracha . Parafusos francês de 1/4X2' aço inox ou latão, total de 48 parafusos com porcas e arruelas. As bordas da câmara juntas deverão medir 45cm ou puxe-a até encostar nos dois parafusos de um lado e nos dois do outro. Se colar com cola de contato fica mais fácil.  Primeiro teste se a furação coincide, depois de juntadas as partes e pressionadas pelos 4 parafusos das extremidades, fure com uma ponta de menor diâmetro que os parafusos. Apare as sobras de borracha para conseguir juntar bem uma câmara na outra.  SEGUE

(17).jpg

Na ausência do grampo "C" o procedimento com uma cinta de borracha funciona, não defasa os furos enquanto vai colocando os parafusos e mantém a câmara sob tensão

Juntando as 4 peças de ipê com as borrachas devidamente aparafusadas, corte 8 pedaços de barra de alumínio de 3/4 X1/16 ou 2cm2mm com 10cm e proceda a mesma furação das extremidades das peças de ipê para unir uma câmara na outra, duas barras em cima e duas barras em baixo, lógico que é uma de cada lado. Neste ponto você já entendeu SEGUE

(26).jpg
(25).jpg
(27).jpg

(*02) Hoje não colocaria a forquilha (suporte de remo) é bem melhor com remo duplo do caiaque, sem a trapizonga das forquilhas.  Você decide. A espessura da madeira é para melhorar a a altura de bancoXremos. A forquilha foi idealizada a partir de rodizios nº50 de silicone, nada a ver, isso é só para dizer o tamanho e espessura das ferragens  quando a roda é de 5cm e para usar o rotativa de esferas. Esta aparafusada na madeira com parafusos franceses de 6mm e a madeira aparafusada no reforço interno de compensado  de 04mm,k com mais uma placa de alumínio do mesmo tamanho da externa. Se for usar remos nas forquilhas lembre-se de cortar pedaços de mangueira de 3/4 para não ferir o cabo dos remos

Está querendo correr para ver pronto. Se fechar a outra extremidade, terá que desfazer. Então tenha calma. Nesta parte de flutuação ainda falta uniformizar o tubo, um lado com o outro e esconder a emenda, as emendas. Adquira uma chapa de compensado naval de 4mm de 160X220. Corte duas peças de 30cm na longitudinal, vai sobrar 160cm menos alguns mm dos dois cortes  sobra quase um quadrado de 160cm  mas você precisará fazer uma emenda para alcançar a medida interna do assoalho que é 240X80cm  façauma boa emenda e que sirva  para cortar (não mhá problema o piso estar com emenda) o assoalho. Para as extremidades ,(popa e proa) corte então o retangulo de 160X80, ache o centro e corte com um raio de 40cm de diâmetro. Depois do arredondamento no corte do assoalho nas duas extremidades, junte o restante e corte os quadrados que forem necessários para reforço na fixação de banco, forquilha e motor de popa (*02)
Marque 146,5cm na faixa de 30cm  e enrole para formar um tubo de 47 cm de diâmetro. Prenda com grampo de ajuste rápido (grampo "C" com gatilho)
de preferencia que seja colado e aparafusado nas extremidades, continue circundando o tubo, o compensado só chegará até o meio e a parte dupla de compensado deverá estar posicionado na parte de baixo e onde a posteriori poderá ser aparafusado uma cantoneira em "L" de alumínio de 2' de ambos os lados para apoio de tábua para banco.(*03) Terminado o primeiro tubo, proceda a execução do outro.  Suavize as quinas das peças de ipê para serem recebidas dentro dos tubos. Introduza os dois tubos e proceda o aparafusamento das barras de ipê do outro lado
(23)_edited_edited.jpg
(06).jpg
(21)_edited.jpg

  (*03)   O banco deve estar aparafusado para manter a largura interna. As câmaras com pouca pressão tende a ovalar se não estiver com o assoalho posto. A capa que recebe a câmara , divide-se para corte em 4 (quatro) partes, as laterais retas, (que também podem ser desiguais para dar mais altura a proa em relação a popa) e  as curvas de proa e popa

Está no hora de dar pressão nas câmaras  para posicionar os tubos. Certifique-se que os tubos estejam no meio certo para aumentar a pressão.  Dê pressão até igualar as câmaras com os tubos , tendo certeza do posicionamento dos tubos em relação as barras de fechamento, fixe os tubos com parafusos auto atarraxante de 2cm  pegando o centro das barras,  proceda da mesma forma do outro lado.(*04) Agora você tem um flutuador oval, para não dizer uma grande boia com ausência de fundo.

(28).jpg
(03).jpg
(02).jpg

(*04) Centralize a popa, faça o mesmo reforço igual o feito para as forquilhas  mas, com os parafusos fixos e as roscas para cima , coloque   porcas cegas para receber o suporte do motor de popa

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now